segunda-feira, 15 de julho de 2013

Questão Comentada - Petrobras - CESGRANRIO - NR 09, PPRA


Mais uma questão sobre PPRA, NR 9. Vamos aos comentários...


a)Errado! Com o dobro do limite para agentes químicos enfrentaríamos uma situação de risco grave.
Ex.: Se o limite de exposição de produto X fosse 5ppm, o nível de ação seria 10ppm. (Um pouco incoerente não? rsrs

b) Errado! Como o enunciado diz, o nível de ação tem caráter preventivo, tem a função de minimizar a probabilidade de que as exposições dos agentes ultrapassem os limites de exposição. Se fossemos seguir de acordo com essa assertiva, só iríamos “minimizar” os impactos quando estivermos no limite de exposição? (Mais sem sentido do que a letra A. rsrs)

c)Correto! Item disposto na alínea “a” do item 9.3.6.2: “para agentes químicos, a metade dos limites de exposição ocupacional considerados de acordo com a alínea "c" do subitem 9.3.5.1;” (Essa faz mais sentido. Prever na metade os níveis de ação para que não chegue ou ultrapasse o limite de exposição.)

d) Errado! Poderia ser a terça parte do limite de exposição, entretanto teríamos uma margem muito grande para tomar medidas de segurança.


e) Errado! Também como a letra “d”, poderia perfeitamente ser a quinta parte, entretanto causaria uma margem imensa entre o nível de ação e o limite de exposição.


Item 9.3.6 da NR 9

9.3.6 Do nível de ação. 

9.3.6.1  Para  os  fins  desta  NR,  considera-se  nível  de  ação  o  valor  acima  do  qual  devem  ser  iniciadas  ações preventivas de forma a minimizar a probabilidade de que as exposições a agentes ambientais ultrapassem os limites de exposição. As ações devem incluir o monitoramento periódico da exposição, a informação aos trabalhadores e o controle médico. 

9.3.6.2 Deverão ser objeto de controle sistemático as situações que apresentem exposição ocupacional acima dos níveis de ação, conforme indicado nas alíneas que seguem: 
a)  para agentes químicos, a metade dos limites de exposição ocupacional considerados de acordo com a alínea "c" do subitem 9.3.5.1;  
b)  para o ruído, a dose de 0,5 (dose superior a 50%), conforme critério estabelecido na NR-15, Anexo I, item 6.